Mãe Africa

SUMÁRIO

O livro conta a experiência do autor na África Central, onde trabalhou por 4 anos.

Conta casos e estórias presenciadas e ouvidas, relata experiências com pessoas e instituições, mostrando a forma de pensar e de agir dos africanos. Descreve religiões, crenças e costumes de diferentes grupos tribais. Fala sobre antropofagia, sacrifícios humanos, escravidão, folclore, organização familiar, comida e música.

Mostra as principais características da sociedade africana, a influência de novas tecnologias e da mídia sobre o africano moderno, que luta conflituosamente entre a tradição a necessidade desesperada de desenvolvimento.

Chama a atenção para o africano que cada brasileiro tem dentro de si e reflete sobre a influência da religião na geração da riqueza, comparando diferentes culturas, fruto de longa vivência no exterior.

O livro é valioso para se conhecer a África e essencial para compreensão do Brasil.

LIVRO COMPLETO

Proporção Áurea

SUMÁRIO

Este pequeno livro fala sobre a Proporção Áurea, também conhecida como Divina Proporção, ou  “média e extrema razão” nome dado por Euclides, “pai da geometria”. Após sua definição, o autor mostra ensinamentos egípcios sobre o assunto datados 27 séculos a.C. e fala sobre a invenção do relógio, sobre o desenvolvimento da ciência no mundo helênico e  sobre a criação do sistema decimal; mostra a Divina Proporção na pirâmide de Gizé, no Pathenon, na catedral de Notre Dame, no Taj Mahal, na Mona Lisa e na Santa Ceia, de Leonardo, chegando a nossos dias com aplicações praticas da Razão Áurea no edifício-sede da ONU, no projeto de galpões e na moderna matemática computacional.

A Proporção Áurea pode ser encontrada nas flores, nos insetos, nos cristais, nos vegetais, nas galáxias, nos batimentos cardíacos e na escala musical. Usada na cirurgia plástica para  correção  facial, pode ser facilmente encontrada no rosto das beldades. Como disse Euclides, “encontrei uma proporção que se repete na natureza”.

Para enriquecer o conhecimento humanístico, o livro traz curiosidades históricas ligadas ao desenvolvimento da ciência e é indicado para a educação continuada de profissionais ligados às artes e à criação.

LIVRO COMPLETO

O búfalo: que animal é este?

INTRODUÇÃO

Conheça melhor o búfalo aprendendo com a experiência de famosos bubalinocultores.

Parte deste livro foi extraído de discussões entre bubalinocultores, via Internet, coordenadas pelo criador Dr. Otávio Bernardes Prado. Foi compilado o texto, classificado, ordenadas as matérias e introduzidas pequenas correções no sentido de tornar mais claras as idéias expressadas.

Redigido por um bubalinocultor, fabricante de mozarela, de caráter muito prático, o livro contem informações básicas sobre bubalinocultura, tais como:
-classificação zoológica do búfalo, as raças bubalinas, a dupla aptidão, a adaptação climática, a longevidade, a docilidade, a dentição, a precocidade, a mozarela no Brasil; o desenvolvimento ponderal, o rendimento de carcaça, a eficiência reprodutiva e a duração da lactação, a produção de leite, estimativa de consumo alimentar, a qualidade da dieta, o rendimento industrial do leite.

O texto procura responder duas questões básicas, essenciais para o investidor:

-Compensa investir no búfalo? Por que o búfalo é mais produtivo do que o boi?
Esclarece que o animal possui carne light e mostra a excelência do leite na alimentação humana para prevenir doenças diversas.
Muitas outras informações enriquecem o trabalho.

LIVRO COMPLETO

“O Cabrito do Cerrado”

SUMÁRIO

Este trabalho é endereçado àquelas pessoas que desejam investir em caprinocultura de corte. Ele trás a visão do empresário, procurando mostrar as dificuldades e a rentabilidade do negócio.

A motivação inspiradora da criação do cabrito no cerrado natural partiu da necessidade imperiosa de preservação ambiental deste bioma. A exploração econômica do cerrado deve passar por sua preservação. O livro mostra que o desenvolvimento do cabrito de corte, no Planalto Central brasileiro, pode trazer seis benefícios essenciais:

-primeiro: a alta lucratividade do negócio;

-segundo: uma alternativa de baixo impacto ambiental na exploração deste bioma que possui 2 milhões de km2;

-terceiro: mais saúde ao consumidor, pois a carne caprina é um alimento fortemente recomendado pela medicina atual, que aconselha o uso de alimentos com baixos teores de colesterol e de gordura saturada (a carne caprina tem apenas 67% do colesterol e 56% da gordura saturada existentes na carne de frango de granja, sem pele); comparando com a carne de ovelha, a carne caprina tem apenas 27% do colesterol e 6 % da gordura saturada existente na carne ovina);

-quarto: o cabrito é um ruminante que se alimenta de gramíneas e de leguminosas, não concorrendo com os humanos, como os suínos e as aves que vivem da comida do homem;

-quinto: a criação de caprinos pode ser usada como fator de fixação do agricultor no campo e fator de distribuição de renda;

sexto: poderá provocar o surgimento no Brasil da indústria do cabrito, nos moldes em que foi desenvolvida a indústria do frango.

A idéia básica é desenvolver a cadeia produtiva da carne caprina no cerrado do Planalto Central, preservando-se a vegetação natural.  O livro mostra uma estrutura de  manejo adequado, fruto da experiência do autor em 10 anos de criação. E mostra também a introdução do bôer no Norte de Minas, a partir de 1999.

LIVRO COMPLETO

Galpão Áureo

INTRODUÇÃO

Nosso objetivo inicial era conseguir um galpão mais econômico.

Não estávamos procurando a beleza, nem a elegância, nem uma harmoniosa forma estrutural. Entretanto, com o desenvolvimento desta incansável pesquisa, que durou de 1996 a 2008 e três centenas de galpões construídos, concluímos que uma harmoniosa forma estrutural conduz à economia almejada. As formas feias, deselegantes, são sempre anti-econômicas.

A diferença entre a estática e a estética é sutil. Ambas são filhas da harmonia. E a harmonia se fundamenta na simplicidade das formas, na energia mínima, na ordem geométrica, que inclui a simetria, e na proporção. O nosso universo é um todo organizado e harmônico. E funciona como um relógio mecânico. Lembra do relógio mecânico que a gente usava antigamente, com todas aquelas engrenagens encaixadas umas nas outras? de tal forma que de uma dependem as demais?

Meu mestre de química, Dr. Cristiano Barbosa da Silva, dizia com freqüência que a natureza não se faz aos saltos. A água desce a montanha pelo caminho mais fácil. O conceito de harmonia conduz à energia mínima com que todos os seres se movimentam. As ondas cerebrais são o reflexo do magnetismo geral do sistema solar; os planetas giram em torno do sol e nossos batimentos cardíacos seguem as mesma leis que regem todos os movimentos; a harmonização de todas as coisas traz a simetria ou a perfeita ordem geométrica, o dispêndio mínimo de energia, a leveza e a economia nas formas estruturais. Economia de energia e de materiais na construção de todas as estruturas. Desde a estrutura simétrica da orquídea, à estrutura do caule da palmeira; à estrutura dos cristais e dos quase-cristais. Desta forma, ao construir uma ponte, um edifício ou um simples galpão é necessário seguir a simetria encontrada nos animais, a organização geométrica do nautilus, a proporção de um arranjo floral e a energia mínima das estruturas em equilíbrio.

Vejam que neste texto apareceu uma palavra mágica: proporção! A simetria é fácil de ser notada. Mas, proporção? Que proporção?

Até que, um dia, surgiu-nos a pergunta:
-Estaria a proporção áurea por traz do objetivo inicial desta pesquisa?
É o que vamos mostrar neste pequeno livro. Acompanhe-nos.
Por um mundo melhor!

SUMÁRIO

Estamos denominando GALPÃO AUREO ao galpão cuja forma estrutural baseia-se na proporção áurea, conforme descrito neste trabalho.
Foram projetados e calculados 2 galpões muito utilizados: o galpão de 12m de vão com colunas de 3m, usado aos milhares em avicultura e suinocultura; e o galpão de 20m de vão, colunas de 6m, para armazenagem, oficinas, depósitos, pequenas indústrias, talvez o mais usado neste país.
Os resultados são animadores, comparados com os de projetos similares, convencionais:

-Galpão Áureo de 12mx3m:
-economia de materiais na estrutura de aço de 31 a35%, dependendo da hipótese de vento considerada;
-redução de materiais nas fundações da ordem de 50%;
-redução de 2% no deslocamento horizontal no topo das colunas; redução de 57% no deslocamento vertical na cumeeira do galpão;

-Galpão Áureo de 20mx6m:
-economia de materiais na estrutura de aço da ordem de 25%; adiciona-se a este fato a economia de mão-de-obra na fabricação da estrutura deste galpão, que é muito mais simples;
-redução de materiais nas fundações da ordem de 40%;
-aumento de 7% no deslocamento horizontal no topo das colunas, porem dentro do limite estabelecido; redução de 38% no deslocamento vertical na cumeeira do galpão.
Além do resultado conseguido no cálculo da estrutura de aço dos galpões convencionais, com a adoção do Galpão Áureo, a definição da Terça Áurea abre caminho para a utilização desta solução no cálculo das vigas retas de pontes e mesmo no cálculo das terças de galpões de todos os tipos.
A economia de materiais nas terças de galpões é de 33 %, no galpão de 12m, e de 16% a 20%, no galpão de 20m, dependendo da carga de vento adotada.

LIVRO COMPLETO